sábado, 26 de janeiro de 2013

Raimundinho Lopes, ídolo do Papão e no futebol equatoriano

Quem poderia imaginar que aquele garoto franzino e tímido, mas um verdadeiro craque com a bola nos pés, poderia alçar voos altos na carreira e se destacar como um dos maiores meias que o futebol maranhense viu nascer? Apesar da curta carreira (um problema no joelho o obrigou a abandonar precocemente os gramados), o craque e eterno ídolo da torcida motense (sobretudo pela década de 1980) conquistou fama, reconhecimento e levou o nome do nosso Estado para além fronteiras (na época, a sua venda para o Barcelona do Equador foi a maior transação do futebol maranhense). A história de vida de José Raimundo Rodrigues Lopes seria mais uma dentre tantos outros Raimundos espalhados pelo Maranhão. Porém, a superação e a consagração no futebol o transformaram em Raimundinho Lopes, uma verdadeira lenda viva dentro dos nossos gramados. Difícil conhecer algum torcedor (até mesmo dos rivais) que não façam rasgados elogios àquele que venceu na vida pelo esporte e escreveu o seu nome na seleção dos melhores atletas do futebol maranhense. Raimundinho Lopes jogou pelo Expressinho (1978) e Ajax de Pindaré (1980) antes de virar lenda no Moto Club de São Luis, onde conquistou o Tricampeonato Maranhense (1981/82/83). Passou pelo Barcelona Sporting Club do Equadro (1984) antes de ser Pentacampeão Maranhense pelo Sampaio Corrêa em 1988. Após rápida passagem por Sport (1987) e Náutico (1988), atuou mais uma vez no exterior, desta vez pelo Seraing, um clube da Terceira Divisão da Bélgica (1989) e Étoile Sportive du Sahel, da Tunísia (1993). Encerrou a carreira no seu declarado clube do coração, o Moto Club, em 1998. Em 2001 teve a sua primeira experiência como treinador, no Boa Vontade, sendo em seguida Bicampeão pelo Moto Club (2001). Foi ainda treinador do Sampaio Corrêa, Maranhão, São José, Juventude de Caxias, 4 de Julho (PI) e River (PI). Um craque que merece ter a sua história relembrada.

Raimundinho Lopes em ação pelo Seraing, da Tunísia

Nenhum comentário:

Postar um comentário