quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Moto Club x Sampaio Corrêa - Seletiva em 1973

Em 1973, Moto Club e Sampaio Corrêa decidiram a vaga do futebol maranhense para o Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão. Após dois jogos empatados em 0x0, motenses e bolivianos entraram em campo novamente, para ao jogo desempate. Após um novo empate, novamente pelo placar em 0x0, a vaga foi decidida nas cobranças de pênaltis. O Papão do Norte venceu e estreou na competição alguns meses depois. A seguir, deixo algumas fotos e a ficha da partida decisiva:

Moto Club 0x0 Sampaio Corrêa
Local: Estádio Municipal Nhozinho Santos - São Luis/MA
Nos pênaltis, Moto 4x0 (Marins, Lins, Marcos e Faísca assinalaram; Gojoba e Neguinho desperdiçaram para os bolivianos)
Moto Club: Sousa; Chico, Marins, Laudenir e Barbosa; Zé Augusto, Lins e Nelsinho; Arturzinho, Marcos Pintado e Nestor
Sampaio Corrêa: Batista; Ferreira, Neguinho, Nivaldo e Valdeci; Gojoba, Marcos e Edmilson Leite; Lima, Adelino e Pelezinho.

 Nagib Heickel desmaia de emoção após penalidades

 Roberto Rack dá instruções a Arthur e Sérgio antes de ser iniciada a prorrogação

Goleiro motense Sousa defendendo um pênalti

 Jogadores motenses após os pênaltis

 Lins, grande nome do jogo, chora após desperdiçar uma das penalidades do Papão

 Marcos, centroavante do Moto, lutou durante todo o jogo, mas não conseguiu fugir à marcação dos jogadores bolivianos. Até Pelezinho jogou de beque para impedir a vitória motense.

Nagib passa mal após jogo

Lance do jogo

 Presidente e diretoria comemoram junto ao torcedor

  Presidente e diretoria comemoram junto ao torcedor

 O treinador Roberto Rack, de joelhos, agradece a Deus pela vitória. 

Comemoração

 Presidente motense chora e é consolado por torcedores e dirigentes

 Sousa, o herói do jogo, autou com a perna esquerda contundida e mesmo assim garantiu a vitória motense nas cobranças de pênaltis

 Quarto pênalti convertido pelo Moto, através do jogador Faísca

 Laudenir do Papão do Norte

 Jogadores comemorando a vaga no Campeonato Nacional

  Após as cobranças de pênaltis, o goleiro Sousa é abraçado pelos seus companheiros

Um comentário:

  1. Uma das grandes maracutaias do futebol brasileiro, foi este episódio. Onde já se viu um time que foi campeão brasileiro do ano anterior o Sampaio, perder a vaga para o moto que nunca foi campeão de nada, que regulamento mais maluco era esse. Só aqui no maranhão mesmo.

    ResponderExcluir