quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Lançamento do livro do Moto Club de São Luis

Mesmo atravessando uma grande crise, o torcedor motense teve um motivo para comemorar e lembrar os feitos gloriosos. Na noite desta terça-feira (18), em São Luís, foi lançado o livro “Memória Rubro-Negra – De Moto Club a eterno Papão do Norte”, de autoria do pesquisador e professor Hugo José Saraiva Ribeiro. Com 380 páginas, a obra conta os 75 anos de história de um dos maiores clubes de futebol do Maranhão, desde a sua origem no motociclismo até os dias atuais, passando por feitos históricos nos campos, além de grandes conquistas, como os 24 campeonatos maranhenses vencidos pelo rubro-negro.

Com uma boa presença de torcedores no auditório da Faculdade São Luís, onde aconteceu o lançamento, o destaque maior da festa foi a presença de grandes ídolos do passado do Moto, sendo que o mais assediado pelos torcedores foi o ex-atacante Jack Jone, ídolo rubro-negro no início dos anos 2000. Sobre o lançamento do livro, o também ex-atacante Raimundinho Lopes falou sobre a honra de ser lembrado pela história construída no clube. “Com a camisa do Moto, dei meu sangue, minha vida. Iniciei minha carreira com 12, 13 anos e hoje, com 50 anos, é uma satisfação fazer parte dessa homenagem, fazer parte dessa história, que possa continuar por muitos e muitos anos”, afirmou.

Maior artilheiro da história do clube, o ex-jogador Hamilton Sadias, ídolo do clube na década de 60, afirmou que se sentiu honrado com a lembrança através do livro: “Eu me sinto muito orgulhoso de ter passado pelo Moto, dado vitórias ao time e alegrado a torcida motense. Hoje é um dia muito especial para mim”, disse Hamilton.

Com a presença de grandes ídolos, os torcedores do Papão puderam tirar fotos, relembrar grandes momentos do clube e pensar em dias melhores. “Sou torcedor do Moto há 40 anos, nunca vi o meu clube numa situação tão difícil. É uma tristeza, mas esse livro vem para alegrar nosso torcedor, é um livro especial para toda a nação rubro-negra. É uma maravilha.”, disse o torcedor Celso Mendonça. Da mesma opinião partilha o também torcedor Gehudson Cardoso, de 25 anos. “Ver todo esse pessoal aqui, a torcida contente, a velha e a nova geração, é uma prova de que o Moto não é só um time, é o coração de toda a torcida”, enfatizou.

Fonte: http://imirante.globo.com/esporte/noticias/2012/09/18/pagina318838.shtml

FOTOS DO LANÇAMENTO DO LIVRO DO PAPÃO DO NORTE








































































Nenhum comentário:

Postar um comentário